title3.gif

Área de livre comércio na América do Sul é esperada até 2019, diz Itamaraty

A evolução de acordos comerciais já existentes vai gerar uma zona de livre comércio na América do Sul até 2019, afirmou Paula Aguiar Barboza, Chefe da Divisão de Negociações Comerciais com a Europa e a América do Norte do ministério de Relações Exteriores.

"Na América do Sul, teremos virtualmente uma zona de livre comércio até 2019", disse a executiva do Itamaraty, em entrevista concedida ao DCI no Ciclo de Conferências sobre o Acordo de Livre-Comércio entre União Europeia e Mercosul, realizado ontem em São Paulo.

De acordo com ela, a evolução dos acordos de complementação econômica (ACEs) locais - tratados já vigentes entre o Brasil e os outros sul-americanos - vai "garantir" uma zona de livre comércio no continente.

Com a derrubada das barreiras tarifárias, seguiu ela, o desafio para a região passa a ser a construção de acordos que abordem outras áreas, como as compras governamentais e convergência regulatória, conforme noticiado pela pelo jornal DCI.

Fonte:Diário do Comércio e Indústria - DCI