title4.gif

Indústria quer acordo para evitar dupla tributação com o Paraguai

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) defende que Brasil e Paraguai precisam negociar um acordo para evitar a dupla tributação a empresas brasileiras que operam no país vizinho. Segundo nota divulgada pela entidade, o Brasil é o principal investidor no Paraguai em número de projetos, principalmente nos setores de alimentos, tabaco, construção civil, serviços financeiros, transporte, têxtil, tecnologia da informação e máquinas e equipamentos.

O acordo teria impacto positivo nas operações de pagamentos de serviços e royalties. Além do acordo tributário, a CNI também defendeu um acordo automotivo para reduzir ou zerar tarifas de importação, bem como a implementação, por parte do Paraguai, do Acordo de Facilitação de Comércio da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Fonte:Confederação Nacional da Indústria - CNI