title4.gif

Agronegócio: "sistema de proteção e fiscalização está alerta"

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nota para esclarecer os fatos investigados na Operação Carne Fraca da Polícia Federal. O texto, divulgado em três idiomas (também em inglês e espanhol), pretende assegurar a qualidade dos serviços de inspeção para garantir o produto consumido no País e enviado para o mercado externo. A seguir, a íntegra da nota:

"1. O Serviço de Inspeção Federal é considerado um dos mais eficientes e rigorosos do mundo. Tem um quadro de 2.300 servidores e inspeciona 4.837 unidades produtoras habilitadas para exportação para 160 países. Foi com este Serviço que construímos uma reputação de excelência na agropecuária e conseguimos atender às exigências rigorosas de diferentes nações.

2. Alguns fatos pontuais começaram a ser investigados após denúncia de um servidor da área de fiscalização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ao todo, 33 fiscais federais estão sob investigação e três plantas foram interditadas, enquanto outras 21 estão sob fiscalização especial.

3. O governo brasileiro, através dos seus serviços de fiscalização, da Polícia Federal e outros órgãos de controle, cumpre seu papel de garantir a qualidade e sanidade, tanto dos produtos alimentícios destinados ao mercado externo quanto ao mercado interno, sejam de origem animal ou vegetal.

4. A investigação da Polícia Federal e a pronta reação das nossas autoridades do Ministério da Agricultura são a maior prova de que nosso sistema de proteção e fiscalização está alerta e funcionando plenamente, e servem como garantia ao consumidor da qualidade dos produtos de origem agropecuária de nosso país."

Fonte:Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Mapa