title4.gif

COMÉRCIO EXTERIOR DEVE SER MOTOR À RETOMADA ECONÔMICA

O primeiro dia do Fórum das Cadeias Produtivas foi encerrado com a palestra do cientista político e economista, Marcos Troyjo, falando sobre os “Os grandes desafios da competitividade no Brasil”. Troyjo apresentou um panorama do Brasil frente a países em crescimento como os do continente asiático e o potencial dos mercados consumidores e da produção brasileira.

Segundo Troyjo, o Brasil comparativamente com os países asiáticos teve um crescimento econômico pequeno. “A renda per capita do Brasil subiu bastante, mas no sudeste asiático ela foi muito além. Na Coreia do Sul, que nos anos 50 tinha uma renda três vezes menor que a brasileira, tem hoje uma renda três vezes maior”, pontuou.

O analista destacou que o comércio exterior e a competição globalizada são saídas para retomar o crescimento econômico. “Hoje, o Brasil, das 20 maiores economias do mundo, tem apenas cerca de 20% do seu PIB relacionado às atividades de exportação e importação. E nesse momento de contração do mercado interno brasileiro, as exportações, a competitividade do comércio exterior brasileiro, precisam ser os motores da retomada econômica”. Troyjo falou ainda sobre a mudança do mercado consumidor, que está mais exigente, a chamada agricultura gourmet, a necessidade de construir grandes marcas.

Até 8 de julho serão realizadas mais de 50 palestras e workshops nas áreas de bovinocultura de corte e leite, piscicultura, e olericultura, voltados ao pequeno, médio e grande produtor dentro da programação da 52º Exposição Agropecuária de Cuiabá.

Fonte: Diario de Cuiaba