Movimento de cargas no setor portuário cresce 2,7% em 2018

Mais de 1,1 bilhão de toneladas de mercadorias foram movimentadas nos complexos portuários brasileiros no ano passado. O volume, operado em portos públicos e terminais privados, cresceu 2,7% em relação a 2017. O destaque são os embarques e desembarques de granéis sólidos, que somam 712,8 milhões de toneladas. Os dados são da Gerência de Estatística e Avaliação de Desempenho da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O órgão destaca que, entre 2010 e 2018, houve um aumento de  33% na movimentação de cargas no País.

No ano passado, os portos públicos movimentaram 374 milhões de toneladas em 2018, um aumento de 2,6% em comparação com 2017, quando foram operadas 365 milhões de toneladas. Só pelo Porto de Santos, o maior do país, passaram 133,1 milhões de toneladas em 2018.

Segundo os dados da Antaq, entre os granéis sólidos, que incluem as movimentações de cargas como milho e açúcar, os embarques de soja somaram 102 milhões de toneladas no ano passado. O setor portuário ainda movimentou 407 milhões de toneladas de minério de ferro no ano passado.

Os portos brasileiros também movimentaram grande volume de líquidos. Foram 235,1 milhões de toneladas, 1,9% a mais do que no ano anterior. Neste caso, as operações com combustíveis são o destaque, com 203 milhões de toneladas.

As operações com contêineres somaram 112,8 milhões de toneladas, alta de 4,8%. Apenas a Região Sudeste (onde fica o Porto de Santos) movimentou 4,7 milhões de TEU. A Região Sul ficou com 3,4 milhões de TEU, enquanto no Nordeste, foi 1,2 milhão de TEU e, no Norte, 800 mil de TEU.